[FECHAR]

Entrevista: Marcia Rubim




Marcia Rubim é odontóloga por vocação e escritora por paixão. Sempre adorou ler romances e histórias sobrenaturais. A paixão pela escrita veio mais tarde, e tornou-se um verdadeiro vício. Recebeu o prêmio Destaque Literário 2012 na categoria sobrenatural com seu livro "Adeus a Humanidade". Conheça um pouco mais sobre a autora!


Lady Graciosa: Quem é Márcia Rubim ?
Marcia Rubim: Primeiramente, gostaria de agradecer pela entrevista. Sinto-me honrada por estar aqui.
   Difícil falarmos de nós mesmos, não?
   Sou uma pessoa que adora rir e adota hábitos simples, apesar de muito ansiosa. Minha mente é um poço de criatividade, consigo escrever por horas a fio sem me cansar e possuo um grau de perfeccionismo um pouco exagerado em relação a qualquer trabalho que me envolvo. Entretanto, sou avoada e esqueço as coisas com facilidade. Vivo passando por situações constrangedoras por não me lembrar do nome das pessoas (rsrs).
   À parte da vida profissional, sou casada e uma mãe presente, dessas que participa de todos os momentos do filho e está aberta a todo e qualquer tipo de diálogo. Tento fazer a minha parte para deixar no mundo algum legado bom, e se com ele der certo, tudo terá valido a pena.
   Atualmente, nada me dá mais prazer do que ter um tempo só meu e ler ou escrever. Não ligo para novelas ou para a maioria dos programas, mas adoro um seriado, principalmente se o tema for sobrenatural. Tento levar a vida de maneira bem humorada e costumo sempre dizer que o que se leva desta vida é a vida que se leva...

LG: Como a escritora surgiu?
MR: A escritora surgiu quando as pessoas passaram a se referir a mim dessa forma, porque até publicar meu primeiro livro eu me intitulava como alguém que escrevia apenas por prazer, para me divertir. Acho que o leitor é que nos premia com esse título honroso. E desde então sou a escritora Marcia Rubim.



LG: Faz muito tempo que escreve?
MR: Escrevo desde a infância, mas, como mencionei anteriormente, por puro divertimento.

LG: Como seleciona os temas para suas histórias?
MR: Não sei se há exatamente uma seleção. A história surge na cabeça, e dependendo da força com que ela vem, pode até mesmo sobrepujar outra em andamento. Já aconteceu de eu ter que parar uma obra porque os personagens de outra trama não saíam da minha cabeça.

LG: Qual o tema que você ainda não trabalhou, mas pretende no futuro?
MR: Talvez algo voltado para o público infantil, mas até agora não surgiu nada na mente. rsrs

LG: Você se inspira em alguma autora?
MR: Eu não diria que me inspiro em alguém, mas com certeza um autor sempre é um somatório de tudo o que lê e gostou. Sou fã de tantos autores que seria até injusto citá-los, pois obviamente me esqueceria de algum.
Mesmo assim, deixo aqui meu alô para Pedro Bandeira, Maurício de Sousa, Meg Cabot, J.K Rowling, entre outros.

LG: Em que momentos você escreve? Como as histórias surgem para você?
MR: Geralmente escrevo no período da noite, pois é o momento mais silencioso e recluso para mim. As histórias podem surgir em qualquer período do dia, às vezes de uma vez só; em outras, aos poucos.

LG: Já lhe faltou inspiração para terminar um livro?
MR: Para terminar, não. Em geral, já tenho em mente o fim da história desde que a inicio, Mas já aconteceu de faltar inspiração no desenrolar da mesma, ficando sem saber que rumo tomar para chegar ao final pré-estabelecido.



LG: Como surgiu à série Adeus a Humanidade? Adeus a Humanidade fala sobre vampiros. O que te fez escolher esse universo?
MR:  Uni as duas perguntas porque me parecem semelhantes. Quando Adeus à Humanidade surgiu, eu estava num momento muito “literatura fantástica”, lendo muitos livros sobre o tema. No entanto, em cada um dos livros que li senti falta de algo, seja de um pouco mais de emotividade, de sensualidade, de comédia ou de paixão. Como leitora, gosto de livros que mesclam entre esses universos, daí Richard e Stephanie surgiram para me suprir nesse sentido. O que não faltam na série são momentos de emotividade, de tensão, de risadas e de paixão. Quem quiser conferir, verá que não estou mentindo! :D

LG: É difícil conseguir uma editora disposta a investir em novos talentos. O que você acha disso?
MR: Sim, é difícil, mas acho que esse quadro está mudando aos poucos. A cada dia, os leitores estão percebendo que essa leva nova de escritores veio para ficar e, consequentemente, as editoras também. Tanto isso é verdade que várias editoras, que nem publicavam nacionais, renderam-se desde a Bienal passada, quando foi anunciado que os livros nacionais foram os que mais venderam. É lógico que a situação da educação e da economia no país não ajudam, mas ainda tenho esperanças de que essa revolução na literatura seja duradoura!

LG: Quais as autoras que você mais gosta de ler?
MR: Vamos puxar a sardinha dos nacionais? Adoro Carina Rissi (estou lendo no momento No Mundo da Luna), Bianca Briones, Lu Piras, Mila Wander, Tatiana Amaral, Halice FRS, FML Pepper, Carolina Estrella, Fernanda Belém, Bia Carvalho...

LG: Qual a sua profissão? Como você concilia sua vida com a vida de escritora?
MR: Sou Odontóloga (cirurgiã-dentista) com pós-graduação em Odontogeriatria, e como profissional liberal, faço o meu horário. Reservo a noite e os fins de semana para escrever, para eventos, etc.

LG: Quais os seus projetos futuros?
MR: Estou com um romance muito emocionante nas mãos da agência literária Increasy e escrevendo um chick lit muito engraçado no momento. Espero que todos possam conhecê-los em breve!

LG: Obrigada Márcia por ter concedido esta entrevista!
MR: Brigaduuuuu! <3 nbsp="" p="">


Quer saber mais sobre a Márcia? 
Visite o página: http://www.marciarubim.com




Deus?
Meu Pai.

Filhos?
Minha vida.

Amor?
Família.

Saudade?
Meu pai na terra.

Uma lembrança?
O nascimento do meu filho.

Um sonho?
Ser lida pelo mundo.

Uma viagem?
Paris (amo de paixão!).

Uma cor?
Azul-marinho.

Um livro?
Como eu era antes de você.

Um filme?
À Procura da Felicidade.

Uma comida?
Chocolate.

Uma bebida?
Chocolate quente (rs).

Time do coração?
Flamengo.

Uma frase?
“Não importa a eternidade que leve até que se encontre o verdadeiro amor, e sim a intensidade com que o sentimos quando ele se manifesta em nossas vidas”  (Adeus à Humanidade)



Livros escritos:
Adeus à Humanidade, Quando a Humanidade Prevalece, O Despertar da Espécie, Pátria Chamada Amor.

Livros publicados:
Adeus à Humanidade, Quando a Humanidade Prevalece, O Despertar da Espécie (lançamento previsto para a Bienal do Rio 2015)

Site:
www.marcia-rubim.com

Página
https://www.facebook.com/marciarubimescritora



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ganhe Marcadores!



Lone Wolf

Que tal receber marcadores em sua casa?
Faça uma resenha para qualquer um dos meus livros
(no Skoob, instagram, Amazon ou no seu blog).
E mande o link com o seu endereço para o meu e-mail!
escritoraflaviacunha@hotmail.com

INTAGRAM FEED

@escritoraflaviacunha