março 05, 2014

Entrevista: Marcia Pimentel


Marcia Pimentel nasceu em 1974 na cidade de Duque de Caxias no estado do Rio de Janeiro, onde passou o começo de sua infância. Atualmente reside na cidade de Japeri. Foi durante a adolescência que começou a ler livros de romances e a se interessar por esse tema. 

Perdeu sua mãe aos 19 anos. Se casou aos 20 anos e teve três filhas. Escreveu seu primeiro livro de romance aos 36 anos, depois do incentivo de suas filhas. vamos conhecer um pouco mais sobre a Márcia!


Lady Graciosa: Quando começou a escrever?
Marcia Pimentel: Olá Flávia, primeiro quero dizer que é um grande prazer fazer essa entrevista para você e os leitores do seu blog. Fiquei super feliz com o convite. Respondendo sua pergunta... Eu escrevo desde minha adolescência, diários, poesias, músicas e cartas de amor. Tenho uma pasta com mais de cem folhas com umas 300 cartas de amor. Sempre gostei de escrever cartas de amor. Você vê um carinha no ônibus quando está indo para a escola e depois nunca mais o vê. Os dias se passam e você gostaria que de alguma forma ele soubesse que durante aquele momento ele foi importante para você, e que você nunca o esquecerá. Então, você escreve uma carta contando tudo o que sentiu naquele momento. Uma carta de amor. Escrevi muitas dessas cartas, no futuro pretendo transformar essas cartas em um livro. Romances eu comecei a escrever em 2009.

LG: Você se inspira em alguma autora?
MP: Sim. Me inspiro em duas autoras, minhas autoras favoritas. Barbara Cartland e Hannah Howell. Já li muitos livros dessas duas autoras maravilhosas. Na minha adolescência eu li muitos livros da Barbara Cartland, eu comprava os livros dela eu uma banca de jornal perto da minha casa, eu viajava com as histórias dela, eu me transportava para os lugares que ela descrevia. Os livros da Hannah Howell sempre me encantaram por muitos deles se passarem na Escócia, e por ela contar um pouco sobre cada clã da história. E as mocinhas são sempre muito guerreiras, do jeito que eu gosto.

LG: Como seleciona os temas para suas histórias?
MP: Eu não tenho uma fórmula para selecionar os temas dos meus romances. Eles veem na minha cabeça e eu os desenvolvo.

LG: Qual o tema que você ainda não trabalhou, mas pretende no futuro?
MP: Fantasia. Estou com um projeto de um livro de fantasia que se passará na Escócia medieval, e que terá dragões, serpentes marinha e leões alados. Cinco jovens de clãs rivais terão que fazer uma viagem para salvar a vida das pessoas de suas aldeias e passarão por muitas aventuras juntos.

LG: Em que momentos você escreve? Como as histórias surgem para você?
MP: Escrevo mais durante a noite. Me tranco no meu quarto e escrevo. De repente. Às vezes estou lavando louça e aparece na minha mente um tema e vou pensando, pensando e acaba nascendo um romance. E ás vezes eu sonho. Já transformei alguns sonhos em romances. Meu último livro foi de um sonho que tive.

LG: Já lhe faltou inspiração para terminar um livro?
MP: Graças a Deus isso nunca me aconteceu. Antes de escrever o livro, eu monto o esqueleto dele(assim que eu chamo a primeira fase do meu livro). Em monto o esqueleto do livro com todos os capítulos que ele terá com o tema chave em cada capítulo. Muitas vezes esses temas são mudados quando começo a escrever o livro. Eu tenho 8 esqueletos de livros que em breve virarão belos romances.

LG: Qual o primeiro romance que você postou? Como foi?
MP: O primeiro romance que eu escrevi foi Meu Guerreiro Escocês. Eu amo esse livro, meu primeiro filho, eu amo todos os meus livros, mas ele é o meu xodózinho, rsrss. Eu decidi escrever esse livro depois de ler um romance e não gostar do final. Umas das minhas filhas disse brincando para eu escrever um livro e colocar o final que eu queria, foi o que eu fiz. E gostei e não parei mais. A escritora que estava dormindo dentro de mim acordou e não vai dormir nunca mais.

LG: Seus livros históricos são ricos em detalhes, fruto de muita pesquisa. Foi difícil de escrever?
MP: Não. A internet nos dá a possibilidade de visitar bibliotecas no mundo todo. Para escrever os livros: O Destino de Uma Dama, O Destino de Uma Nação, O Destino de Um Príncipe e O Destino de Um Amor, eu precisei fazer muitas pesquisas sobre a Revolta Jacobita de 1745 e 1746. O romance do livro se passa todo durante essa revolta. Visitei muitos site estrangeiros, li muitos livros em inglês que tinha disponível na internet, que com a ajuda de um tradutor passei para o português e pude fazer minhas pesquisas sobre os clãs e os homens que participaram dessa revolta. Aprendi muito sobre essa revolta e sobre a Escócia e meu amor por ela só aumentou.

LG: Você escreve romances históricos, muitos ambientados na Escócia. Conte-nos sobre isso.
MP: Eu sou apaixonada pela Escócia. Desde minha adolescência eu leio romances ambientados na Escócia. Gosto de ler sobre os clãs, sobre os highlanders, sobre as batalhas, gosto de ler tudo sobre a Escócia. Eu ainda não descobri porque esse amor tão grande que sinto pela Escócia, mas com certeza um dia descobrirei.

LG: Quais as autoras que você mais gosta de ler?
MP: Barbara Cartland e Hannah Howell.

LG: Qual a sua profissão? Como você concilia sua vida com a vida de escritora?
MP: Sou designer e vendedora de Joias. Faço e vendo as minhas próprias joias. Na parte da manhã eu faço as joias e à tarde eu saio para vender. À noite eu escrevo. E durante essas três etapas eu sou mãe e dona de casa.

LG: Como foi a emoção de ter seus livros publicados?
MP: Foi uma emoção maravilhosa. Todas às vezes que publico um livro dá um friozinho na barriga. Tudo o que eu quero ao publicar meu livro é que ele seja muito lido, que as pessoas possam se divertir, se emocionar e viajar, ao lê-los.

LG: Quais os seus projetos futuros?
MP: Eu acabei de publicar meu último livro, Descobertas. É um livro voltado para o público adolescente. Foi um pedido das minhas filhas, três adolescentes. O livro é sobre uma jovem que teve uma grande perda na vida e ficou um ano separada da família e dos amigos. Ao voltar para casa ela volta a jogar um jogo que foi inventado por ela e por seu ex-namorado. Durante o jogo ela fará novas amizades, encontrará com o ex-namorado, com quem terminou antes de partir. Conhecerá um garoto que fará seu coração balançar e ela ficará dividida entre ele e seu ex-namorado. Fará descobertas de novos e velhos segredos. Descobertas que a fará sofrer novamente.

LG: Obrigada Marcia por ter nos contado um pouco sobre você?
MP: Obrigada a você, Flávia, por me dar a oportunidade de falar um pouco sobre mim e sobre as minhas obras. Quem quiser saber mais sobre meus livros é só visitar o meu blog.



Deus?
O criador de todas as coisas.

Filhos?
Minha razão de viver.

Amor?
Em tudo o que eu faço.

Saudade?
Da minha mãe.

Uma lembrança?
Três: do nascimento de cada uma de minhas filhas.

Um sonho?
Tenho muitos, um deles é ver meus livros sendo lidos no mundo todo.

Uma viagem?
Aparecida em São Paulo. Porque tive minha mãe só para mim.

Uma cor?
Vermelho. Eu sou apaixonada pelo vermelho.

Um livro?
Só posso escolher um? Ôôôôôô! Meu Guerreiro Escocês, meu primeiro livro.

Uma comida?
Essa é fácil. Torta de Frango.

Uma bebida?
Caipirinha.

Time do coração?
Flamengo. O melhor time do mundo.

Uma frase?
Escrever para mim é um momento mágico, 
onde me transporto para o lugar e a situação em que estou escrevendo. 
Marcia Pimentel.


Quer saber mais sobre a Marcia? 

0 comentários:

Postar um comentário