dezembro 09, 2013

Resenha: O Sheik e a Virgem, de Jhonatas Nilson



Tariq Aaal Shalaan nunca pensara em se casar, não quando podia ter quaisquer mulher que quisesse aos seus pés, mas quando Madeleine Morgan aparece na porta de seu escritório e o dever passa a lhe puxar pela mão, tudo muda e o que parecia impossível acontece. 

Madeleine sempre fora uma mulher insegura mesmo tendo a beleza de uma deusa e o corpo de modelo internacional. Por toda a vida soubera que seu destino era viver sozinha, mas quando ela coloca os olhos no homem alto e ruivo, com o corpo mais belo que já vira, Madeleine descobre que não é bem isso que irá acontecer. 

Em meio a obrigação de encontrar uma esposa para continuar governando seu povo, Tariq vê em Madeleine uma forma de resolver o problema propondo-lhe um casamento por conveniência, até que ocorre uma terrível tragedia e ele percebe que aquele rosto angelical unido ao corpo sensual roubou-lhe o coração a mais tempo que imaginara.

Eu gostei muito desse livro do Jhonatas Nilson. Sim, é um simpático rapaz que escreveu essa deliciosa história! Fica bem difícil você não se apaixonar pelo Tariq! Que homem é esse, meu Deus!

Bem, Tariq precisa de uma esposa e tem bem pouco tempo para encontrá-la. Além disso, precisa governar sozinho o seu país. Contratar Madeleine como secretária parece ser a coisa certa a fazer. Ela, uma jovem insegura e inconsciente de sua beleza. Ele, um homem lindo e super quente! A atração entre os dois é fortíssima! E então eles devem decidir para onde vai esse relacionamento!

O livro tem umas cenas "hot", de tirar o fôlego! Mas é um livro fofo e romântico! O final é lindo! Recomendo!

Você pode comprar o livro AQUI.

3 comentários:

  1. Adorei sua resenha!
    Eu sou doida para ler este livro, e acho que este menino promete!
    Como sempre fico aqui nas minhas leituras para o blog, e me sobre bem pouco tempo para ler o que quero...
    Bjus

    ResponderExcluir
  2. Li e recomendo é um livro super gostoso de ler, Jhonatas Nilson me conquistou, virei fã deste menino. Adorei sua resenha Flavia beijos

    ResponderExcluir
  3. O livro é bom mesmo e por não ser grande, a gente lê num relâmpago. Claro q às vzs dá vontade de ter bem mais rsrsrsrsr Jhonatas é um jovem de talento. Esperando ele lançar um livro de 400 pags ;)

    ResponderExcluir